dezembro 29, 2014

Versinho Esperto


Às vezes estou quietinha
Sentada no meu cantinho
De repente sou cutucada
Quando vejo, é um versinho
Com o seu sorriso brejeiro
Dá um pulinho, vem ligeiro
Se deitar no meu colinho,

Eu lhe faço um cafuné
Remexo seu cabelinho
Ele foge, dá no pé...
Ah! este arisco versinho!
Eu fico, então, matutando
E me pego reclamando
De um tal verso: O Espertinho!


*soninha*

Um comentário:

✿ chica disse...

.:*~*:._.:*~*:._.:*~*:._.:*~*:._

Que muitos versinhos te cutuqem,rs. Lindo!
Desejo um ano novo cheio de saúde, alegrias ,amor e PAZ! bjs, chica

.:*~*:._.:*~*:._.:*~*:._.:*~*:._.