agosto 08, 2011

Monólogo das Mãos I


MONÓLOGO DAS MÃOS I

"As mãos que esmolam são como crianças ansiosas
pelo carinho materno. Cheias de esperança"!

Estamos tão cansadas, aflitas
desejosas de voar rumo ao infinito
trazer o amor na concha,
resultado da nossa união...
Olhem para nós e vejam:
somos duas almas solitárias
Quem nos visita?!
ninguém ...
só trabalhamos...
trabalhamos...
Quem nos acaricia?
ninguém ...
só desejamos
e sonhamos...
Somos bandeiras
desfraldadas nos feriados
dias santos e comuns
Apenas mendigamos
não distribuimos o pão
Fazemos parte das fileiras
dos que caminham sozinhos
Por favor!! olhem para nós,
toquem-nos e nos aqueça
A nossa doença é carência
não é mortal, nem letal
também não contagia
Fita-nos com desconfiança
Por que?! Acaso tens medo?
Antes de nos temer
teme a tua insensibilidade
esta sim, é mortal
Chega mais perto
deixa-nos tocar as tuas;
similares a nós
que foram fadadas
a outra destinação.

soninha

Um comentário:

✿ chica disse...

Lindo e inspirado,Soninha!beijos,chica