agosto 23, 2011

Cordel da Enrolação


Cordel da Enrolação

Quem quiser fazer cordel
Não invente baboseira
Mentira tem perna curta
Se vê, de qualquer maneira
Dizer que já foi doutor
Que sofreu por muito amor
- Nem de jeito, nem maneira!

Se vai falar da família
Não encha linguiça, não
Conte logo o " bê a bá "
Ponha nisto, a emoção
Narre tudo direitinho
Sem negar nenhum tiquinho
- Eu não "tô" pra enrolação...

Falar dos antepassados
Buscando chamar àtenção
É não ter sangue nas veias
E brincar com a emoção
De saber ,não ser verdade
E nós, de qualquer idade
- Engolindo a embromação...

Eu já dei o meu recado
E agora vou descansar
Que cada um faça e diga
O que bem quiser falar
Vou rezar para Maria,
Pra que chegue logo o dia
De ninguém nos enganar.

- Pra a gente s'assossegar!

abçs,

3 comentários:

✿ chica disse...

Lindos versinho e sem enrolação....beijos,chica

Lúcia Soares disse...

olá lindo verso, tenha uma bela tarde, bjs

Soninha Breder disse...

Ola Soninha venho te convidar para a 19º Ediçao Sentidos passa no meu blog pra ver como funciona te aguardo de coraçao
abraços